Conecte-se conosco
Publicidade Publicidade

Mendes detona Emanuel: “Está no final da carreira e atolado na lama”

O governador desmentiu a denúncia de que o Estado teria barrado R$ 60 milhões em emendas para Cuiabá

Publicado às

em

Mendes detona Emanuel: “Está no final da carreira e atolado na lama”
Imagem: O governador Mauro Mendes, que rebateu denúncias feitas pelo prefeito Emanuel Pinheiro

O governador Mauro Mendes (União) criticou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) após o gestor acusar o Governo do Estado de barrar a liberação R$ 60 milhões em emendas para a Capital.


 

O que resta a um homem no final de carreira política trágica como ele tem? Mentir, tentar enganar, tentar ludibriar a população


Emanuel denunciou o que ele chamou de “boicote à Saúde de Cuiabá”. O dinheiro, segundo o prefeito, foi articulado pelo deputado federal Emanuelzinho (MDB) e deveria ser usado para reforçar o sistema de saúde da Capital.

 

Ao ser questionado, Mendes rechaçou a suposta denúncia e chamou de "trágica" a carreira política do prefeito.

 

“Falar que Governo do Estado emperra liberação de emenda, pelo amor de Deus, é mais uma conversa fiada desse prefeito”, afirmou nesta quarta-feira (22).

 

“O prefeito é conhecido pelos grandes escândalos que corrupção que marcaram a sua gestão até agora, 19 escândalos de corrupção, secretários de Saúde presos, etc e tal. O que resta a um homem no final de uma carreira política trágica como essa? Mentir, tentar enganar, tentar ludibriar a população. Só que ninguém é besta, não vai cair na mentira dele”, acrescentou.

 

Mendes ainda comentou sobre a reunião entre a equipe técnica do Estado e o prefeito, que ocorreu na última semana para discutir a Saúde de Cuiabá.

 

Apesar de não participar do encontro, o governador afirmou ter recebido dados que comprovam que Emanuel mentiu sobre os números de atendimentos feitos na Capital.

 

Novamente, Mendes chamou de “lenda” as alegações de Emanuel de que Cuiabá “carrega nas costas” o sistema de saúde do Estado.

 

“Eu recebi números preliminares e eles são totalmente diferentes daquilo que o prefeito vive espalhando por ai. Ele vive uma lenda do passado, que Cuiabá sustenta a Saúde do Estado. A maior mentira que existe”, disse.

 

“É muito difícil para mim ficar gastando energia para desmentir um mentiroso, um fanfarrão. É uma perda de tempo. Um cara no final de carreira, atolado em lama, atolado em escândalos, que fica tentando criar conversa fiada. Eu não vou perder meu tempo”, completou.


Publicidade

Publicidade Publicidade

Leia Também