Conecte-se conosco
Publicidade Publicidade

Lula Anuncia Renegociação de Dívidas Previdenciárias dos Municípios e Pede Civilidade nas Eleições

Publicado às

em

Lula Anuncia Renegociação de Dívidas Previdenciárias dos Municípios e Pede Civilidade nas Eleições
Imagem: Divulgação / Reprodução

 

Nesta terça-feira (21), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou a renegociação das dívidas previdenciárias dos municípios, em meio à discussão sobre a desoneração da folha salarial. O anúncio foi feito durante a abertura da 25ª edição da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Lula também pediu que as eleições municipais deste ano não causem a perda da civilidade entre adversários políticos.


O evento, conhecido como "Marcha dos Prefeitos", é organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e espera receber mais de 10 mil gestores até quinta-feira (23). Entre os presentes na cerimônia estavam os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB).


O presidente Lula atendeu a um pedido da CNM e anunciou a criação de novas regras para o pagamento de precatórios, além da renegociação das dívidas previdenciárias. Segundo ele, o governo apresentará um novo prazo para o financiamento das dívidas previdenciárias dos municípios, com renegociação de juros e um teto máximo de comprometimento da receita corrente líquida.

“O governo apresentará novo prazo para financiamento de dívidas previdenciárias dos municípios com renegociação de juros e teto máximo de comprometimento da receita corrente líquida. O governo apresentará novas regras para pagamentos de precatórios, a fim de facilitar a liquidação dos mesmos, e aliviar as contas públicas dos municípios por meio de um teto máximo de comprometimento da receita corrente líquida do órgão”, disse Lula.


Lula também destacou a importância de manter a civilidade durante as eleições municipais deste ano, pedindo aos adversários que não deixem as disputas políticas deteriorarem o respeito mútuo.

Esta iniciativa do governo busca aliviar a pressão financeira sobre os municípios e proporcionar um ambiente eleitoral mais pacífico e respeitoso.


Publicidade

Publicidade Publicidade

Leia Também